3. O hífen nas sequências de palavras:

Emprega-se hífen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam, formando, não propriamente vocábulos, mas encadeamentos vocabulares, como a ponte Rio-Niterói, o percurso Lisboa-Coimbra-Porto, a ligação Angola-Moçambique e nas combinações de topônimos* como Austro-Hungria, Angola-Brasil, Tóquio-Rio de Janeiro, etc.

* topônimo = s.m. Nome próprio de lugar, ou de acidentes geográficos.



Escrito por Chris às 15h26
[] []



2. O hífen nas locuções:

Não se emprega hífen nas locuções, sejam elas substantivas, adjetivas, pronominais, adverbiais, prepositivas ou conjuncionais, salvo algumas exceções já consagradas pelo uso como: água-de-colônia, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia e à queima-roupa.

Exemplos:

 locuções substantivas: cão de guarda, fim de semana, sala de jantar.

 locuções adjetivas: cor de açafrão, cor de café com leite, cor de vinho.

 locuções pronominais: cada um, ele próprio, quem quer que seja.

 locuções adverbiais: à parte, à vontade, depois de amanhã, em cima.

 locuções prepositivas: abaixo de, acerca de, a fim de, a par de, debaixo de, por cima de.

 locuções conjuncionais: a fim de que, ao passo que, contanto que, logo que, por conseguinte.



Escrito por Chris às 15h19
[] []



NOVAS REGRAS DO HÍFEN

1. O hífen em compostos:

e) Emprega-se hífen nos compostos que designam espécies botânicas, zoológicas e áreas afins, estando ou não ligadas por preposição ou qualquer outro elemento:

andorinha-do-mar, bem-me-quer, bem-te-vi, cobra-capelo, cobra-d´água, coco-da-baía, couve-flor, erva-doce, feijão-verde, formiga-branca, joão-de-barro, vassoura-de-bruxa, etc.



Escrito por Chris às 20h11
[] []



NOVAS REGRAS DO HÍFEN

1. O hífen em compostos:

d) Emprega-se hífen nos nomes geográficos compostos pelas formas grã, grão, ou por forma verbal ou, ainda, naqueles ligados por artigo:

Grã-Bretanha, Grão-Pará, Passa-Quatro, Quebra-Dentes, Trinca-Fortes, Baía de Todos-os-Santos, Entre-os-Rios, Trás-os-Montes, etc.

Observação: Os outros nomes geográficos compostos escrevem-se com os elementos separados, sem o hífen: América do Sul, Belo Horizonte, Cabo Verde, etc. Os topônomos Guiné-Bissau e Timor-Leste são exceções.



Escrito por Chris às 15h47
[] []



NOVAS REGRAS DO HÍFEN

1. O hífen em compostos:

c) Emprega-se o hífen nos compostos sem elemento de ligação quando o primeiro elemento está representado pelas forma mal e o segundo elemento começa por vogal, h ou l. Exemplos:

mal-entendido, mal-estar, mal-humorado, mal-informado, mal-limpo, etc.

Fora dessas condições relatadas acima, não há uso do hífen: malcriado, malditoso, malgrado, malpesado, malvisto, etc.



Escrito por Chris às 18h55
[] []



NOVAS REGRAS DO HÍFEN

1. O hífen em compostos:

b) Emprega-se o hífen nos compostos sem elemento de ligação quando o primeiro elemento está representado pelas formas além, aquém, recém, bem e sem. Exemplos:

além-mar, além-fronteiras, aquém-mar, recém-casado, recém-eleito, recém-formado, bem-aventurado, bem-estar, bem-nascido, bem- vindo, sem-cerimônia, sem-vergonha, etc.

Oservação:

Em muitos compostos o advérbio bem aparece aglutinado ao segundo elemento: benfazejo, benfeito, benfeitor, benfeitoria, benquerer, benquisto.



Escrito por Chris às 22h22
[] []



NOVAS REGRAS DO HÍFEN

Olá, boa semana!

Aí vai mais uma regra do hífen em compostos:  

 Passam a ser escritos com hífen os compostos entre cujos elementos há o emprego do apóstrofo. Exemplos: cobra-d´água, mestre-d´armas, olho-d´água, etc.



Escrito por Chris às 20h59
[] []



NOVAS REGRAS DO HÍFEN

Passam a se escrever sem hífen os compostos paraquedas (e afins como paraquedistas, paraquedismo e paraquedístico) e mandachuva.  

 Outros compostos com a forma verbal -para continuarão sendo separados por hífen: para-brisa, para-choque, para-lama, etc.

 Outros compostos com a forma verbal -manda continuarão sendo separados por hífen: manda-lua, manda-tudo.

 BOM FINAL DE SEMANA!!!



Escrito por Chris às 14h46
[] []



NOVAS REGRAS DO HÍFEN

1. O hífen em compostos:

a) Emprega-se o hífen nos compostos sem elemento de ligação quando o 1º termo está representado por forma substantiva, adjetiva, numeral ou verbal. Exemplos:

ano-luz, decreto-lei, joão-ninguém, médico-cirurgião, mesa-redonda, tenente-corinel, tio-avô, zé-povinho, afro-luso-brasileiro, azul-escuro, amor-perfeito, boa-fé, guarda-noturno, luso-brasileiro, má-fé, mato-grossense, norte-americano, sul-africano, verbo-nominal, primeiro-ministro, conta-gotas, vaga-lume, guarda-chuva, porta-retrato, quebra-mar, etc.

 IMPORTANTE:

 As formas empregadas adjetivamente do tipo afro-, anglo-, euro-, franco-, luso-, sino- e assemelhadas continuarão a ser grafadas sem hífen em empregos do tipo: afrodescendente, anglomania, eurocêntrico, francolatria, lusofonia, sinologia, etc. Porém escreve-se com hífen: afro-brasileiro, anglo-saxão, euro-asiático, etc.



Escrito por Chris às 19h58
[] []



DICAS DE LIVROS

Já estão disponíveis no mercado uma série de livros sobre as mudanças decorrentes do novo acordo ortográfico. Segue alguns links de livrarias e sites com dicas de livros:

 Livraria Cultura

 Saraiva

 PubliFolha

 LENDO.org

Caso alguém tenha uma dica legal, conte aqui pra gente!



Escrito por Chris às 17h14
[] []



MUDANÇAS NA ACENTUAÇÃO V

(Bom, depois de um belo final de semana na praia, estou de volta... rs  Legal)

 

As vogais tônicas i e u das palavras paroxítonas, quando precedidas de ditongo não são mais acentuadas. Exemplos:

baiuca, bocaiuva, boiuno, feiura, maioismo, maoista, taoismo, tauismo, etc.



Escrito por Chris às 16h55
[] []



MUDANÇAS NA ACENTUAÇÃO IV

Palavras homógrafas

Não se usa mais acento gráfico para distinguir palavras homógrafas (mesma grafia com significados são diferentes), paroxítonas que possuem respectivamente vogal tônica aberta ou fechada:

para (á) [do verbo parar] e para [preposição]

pela (é) [substantivo e flexão do verbo pelar] e pela [combinação de per + la]

pelo (é) [flexão de pelar] e pelo (ê) [substantivo e combinação de per + lo]

polo (ó) [substantivo] e polo [combinação antiga e popular de por +lo]

Seguindo essa regra, a forma para (do verbo parar) quando entra num composto separado por hífen, também perde o acento: para-brisa, para-choque, para-lama, etc.

  • Exceção: pôr (verbo) continuará acentuado para se distinguir da preposição por. E pôde (pretérito perfeito do indicativo) continuará acentuado para se distinguir de pode (presente do indicativo).


RECADINHO: Kaio, muito obrigada pelo comentário que você fez a respeito do meu blog no seu. Blog do Kaio: http://kaioleonardo.zip.net/ Muito feliz



Escrito por Chris às 20h21
[] []



MUDANÇAS NA ACENTUAÇÃO III

A vogal tônica fechada do hiato oo em palavras paroxítonas, seguidas ou não de -s, também perderam o acento gráfico:

enjoo(s), povoo, voo(s), etc.

Porém, a palavra que, mesmo incluída nesse caso, se enquadrar em regra de acentuação gráfica, como ocorre com herôon (Brasil)/ heróon (Portugal), paroxítona terminada em -n.

PS: Alguém já tinha ouvido essa palavra alguma vez na vida??? rsrsrs... Bom, "herôon" era uma espécie de santuário construído em homenagem aos antigos heróis gregos e romanos. Rindo a toa



Escrito por Chris às 18h46
[] []



MUDANÇAS NA ACENTUAÇÃO II

Perdem o acento gráfico as formas verbais paroxítonas que contêm um e tônico oral fechado em hiato com a terminação -em da 3ª pessoa do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo, conforme abaixo:

creem (indic.), deem (subj.), descreem (indic.), desdeem (subj.), leem (indic.), preveem (indic.), releem (indic.), reveem (indic.), veem (indic.).



Escrito por Chris às 13h24
[] []



MUDANÇAS NA ACENTUAÇÃO

DITONGOS EI E OI DA SÍLABA TÔNICA DAS PALAVRAS PAROXÍTONAS:

Os ditongos "ei" e "oi" da sílaba tônica das palavras paroxítonas perdem o acento gráfico. Exemplos:

assembleia, ideia, epopeico, heroico, jiboia, paranoico, etc.

Palavras incluídas nesse caso, porém que se enquadrem em regra de acentuação, continuarão recebendo acento gráfico, como as palavras contêiner, destróierMéier, que são paroxítonas terminadas em -r.

Os ditongos abertos ei e oi de palavras oxítonas continuam sendo acentuados. Exemplo:

herói (oxítona) / heroico (paroxítona)



Escrito por Chris às 15h58
[] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, de 26 a 35 anos


Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
UOL - O melhor conteúdo
Academia Brasileira de Letras
Museu da Língua Portuguesa
Blog do Kaio
02 Neurônio